sábado, 25 de maio de 2019

"Mágico!




Que coisa maluca!!!!

Fotografo desde que me conheço por gente.
Há uns 30 anos, comecei a fazer isso mais “seriamente”.
Comprei câmera, depois comprei uma câmera melhor, fiz um monte de cursos e, em um determinado momento, cheguei a ter um laboratório de revelação e ampliação em casa!

Pra quem não sabe, a revelação/ampliação em preto e branco é totalmente manual.
Você revela o filme no escuro, manipulando líquidos, cubas, espiral de metal...

Na boa?
É um processo meio “alquímico”, meio mágico.
No fim das contas, você coloca um papel branco sob a luz do ampliador, depois coloca aquele papel branco em uma “aguinha” e, de repente, uma imagem aparece!!!

(Tenho meu ampliador até hoje.
Deve estar todo cheio de fungos, sujo, empoeirado... mas não consegui me desfazer dele.
O nome do aparelho? Durst MÁGICO!!!)

É muito louco!!!

Claro que, hoje em dia, com a fotografia digital, não tem mais sentido em se continuar fotografando com filme, revelando e ampliando fotos.

Fazemos tudo no computador.

Mas estou falando tudo isso, porque estou assistindo a um episódio do programa “Arte na Fotografia”, do canal Arte1.
E colocaram os fotógrafos, uma molecada (no bom sentido) em um laboratório de fotografia analógica. 
Eles nunca tinham visto como era a fotografia “do passado”.

A palavra que mais ouvi dos meninos foi: “MÁGICO”.

Estou longe de ser um fotógrafo famoso, cujas opiniões mereçam serem citadas e levadas muito a sério.

Mas, se alguém me ouvir (Oi? Tem alguém aí...?) uma sugestão para os fotógrafos digitais de hoje: ao menos uma vez na vida, fotografem com filme e entrem no laboratório de revelação/ampliação analógico.

Não irão se arrepender.


É mágico.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente. Mas lembre-se: blog é meu! Se for escrever bobagens e/ou baixarias, SERÁ CENSURADO. Sem dó nem piedade.
ATENÇÃO: SE NÃO ESTIVER CONSEGUINDO POSTAR SEU COMENTÁRIO, EXPERIMENTE, NA CAIXA "COMENTAR COMO", LOGO ABAIXO, MARCAR "ANÔNIMO". MAS NÃO ESQUEÇA DE ASSINAR SEU COMENTÁRIO.